Category 6

"Transferência de policiais para capital facilita a criminalidade no interior", diz Sousa Neto

 Assecom/ Dep. Sousa Neto 



O deputado estadual Sousa Neto (PTN) voltou a questionar, na sessão desta terça-feira (9), a vinda de policiais lotados no interior do Maranhão para realizarem o policiamento em São Luís.

Segundo ele, os assaltos a banco, que têm ocorrido com frequência no interior do Estado, são uma das consequências do deslocamento de policiais do interior para a capital. "Já foram 47 assaltos a bancos só este ano, mais do que o ano de 2014. Os bandidos de forma integrada sabem que não tem policiamento, sabem que o efetivo da Polícia Militar está vindo para São Luís, deixando a população mais uma vez à mercê da bandidagem”, alertou o deputado.

Sousa Neto relembrou que, após ter denunciado esse deslocamento de policiais, os deputados Roberto Costa (PMDB) e Alexandre Almeida (PTN) foram à tribuna pedir ao governador que revisse a decisão para que as regiões de Bacabal e Timon, representadas respectivamente por eles, não fossem prejudicadas por essas baixas.

“Quero dizer ao deputado Marco Aurélio e todos os representantes da região Tocantina nesta Casa que, enquanto ontem vereadores foram  a tribuna da Câmara Municipal de Imperatriz clamar por mais segurança -  pois a região registra um dos seus piores índices de criminalidade - 10 policiais foram retirados de lá e enviados pra cá. Dez policiais militares que fariam toda a diferença em uma região que já tem um déficit de policiamento”, completou o parlamentar.

Ele defendeu que todos os deputados trabalhem unidos em uma só frente "à frente em defesa da segurança pública do Maranhão".
Share on Google Plus

About Renato Waquim (Rosário Notícias)

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.