Facebook

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Reinaldo Lima diz que a oposição apoderou-se da ignorância comunitária para chamar projeto de lixão e comenta sobre a implantação do aterro sanitário

Renato Viana Waquim     novembro 22, 2011  1 Comentários


Por Reinaldo Cantanhêde Lima

Todos sabemos que políticos querem e conseguem tirar proveito de seus feitos e de feitos de outros. Foi isso que aconteceu em Rosário Maranhão. A indústria de tratamento de resíduos sólidos a ser implantada em terras particular de propriedade da empresa Limpel, está localizada no município de Rosário. Razão pela qual, compete ao prefeito a concessão. O referido Projeto pertence á uma empresa privada. E, nada tem haver com Marconi Bimba e, nem veio para atender interesse do município de Rosário.

Muito pelo contrário, trata-se de um empreendimento privado para atender demandas, ou seja, tratar adequadamente o lixo produzido pelas empresas que possam pagar por tais serviços. De forma, a produzir lucros para o empreendedor. Por outro lado, há que se entender tratar-se de atender imperiosamente a Refinaria da Petrobrás em Bacabeira Maranhão.


Primeiro problema – foi causado pelo chefe do executivo municipal, quando tentou empurrar de goela abaixo, dos eleitores, tratar-se de uma obra do Prefeito Marconi Bimba. Imaginem, seus cabos eleitorais utilizando-se de tais argumentos para garimpar o Voto em outubro de 2012!

Segundo problema – a oposição apoderou-se da ignorância comunitária e foi às ruas dizer que o prefeito Marconi Bimba, queria trazer para nossa cidade de Rosário, um Lixão Regional! Nessa oportunidade toda a oposição ou não, disse: pra lá com o teu “LIXO”!


Eles fizeram um samba muito bem orquestrado. E botaram a banda pra tocar na Praça da Rodoviária, por várias vezes, expuseram o referido Projeto, sobre o auxilio de equipamento multimídia.

Acreditem se quiserem, o problema não é o lixão! Lixão já existe há pelo menos 13 anos! Foi uma família de Buenos Aires que vendeu l4 equitares de terra para lá, depositarem o lixo. A luta da oposição não é contra o lixão? É em busca de voto? Quando a convite de Joaquim Neto participei de duas reuniões, propus. Primeiro conhecermos o Projeto, em inteiro teor para com auxílio de especialista, posterior manifestação. Fui derrotado.


Diante a essa polêmica, porque, apesar de ser a favor do referido projeto, reconheço as possibilidades de riscos, eles existem! Eles, os opositores, dizem que querem um aterro sanitário tão e somente para tratar do lixo produzido no município. Eu lamento. Porque a prefeitura não consegue limpar as ruas, nas sarjetas escorrem águas escuras e fedorentas, contaminando os transeunte.


Nada me convence, de que o povo de Rosário seja contra o lixo, Vejam bem, quando algum prefeito, asfalta ou calça uma rua, os moradores canalizam águas de seus quintais para as ruas. Prestem bem atenção, o morador de Rosário, percentual significativo, constrói uma casa e coloca lajota na calçada e, na porta da casa dele, vira uma piscina cheia de água de sabão, arroz, macarrão e até excrementos humanos, A fedentina é insuportável!


Diante aos fatos relatados nesta peça, sugiro a Comissão de Resistência, contra a instalação da indústria de tratamento de resíduos sólidos regional (observação do blog: - não é regional, mas se debate a introdução de Bacabeira), que eles chamam de “Lixão Regional”, por tratar-se de pessoas com formação acadêmica: medicina veterinária e engenharia agronômica, membros de instituições de defesa do meio ambiente. A adtivarem em suas lutas sociais, campanhas para:


Adquirir revestimentos de paredes lajotas e/ou azulejos, para colocar nas dependências de internação da casa de tratar da doença – Unidade Mista Municipal de Saúde de Rosário (FSESP), que alguns críticos chamam de “hospital podre”. Quintal Limpo, fomentar a comunidade fazer limpeza nos quintais para diminuir proliferação de insetos (muriçoca e outros) Tapar esgoto domiciliar responsáveis por corredeiras e estagnação de águas paradas escuras e fedorentas nas sarjetas, criatórios de vermes e outros transmissores nocivos a saúde pública. Na foto o descaso!


                                
Fica na Rua dr. Câmara Lima - Centro da Cidade de Rosário - MA



Reinaldo Cantanhêde Lima, funcionário público estadual, Diretor do SINTSEP, Autodidata, Educador Alternativo e Mobilizador Social. Blog: http://www.reinaldocantanhede.blogspot.com/ Email: reinaldo.lima01@oi.com.br. Telefones: (098) 3345 1298 / 3345 2120 / 9161 9826
Apoio: SINTSEP – Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão.

, ,

Um comentário :

  1. Sr Reinaldo, lute por esta Bandeira. LIMPEZA NA CIDADE Rosário, precisa de infra estrutura, de saneamento básico, de saúde etc. Já que falta incentivo do gov. municipal.
    QUEM SABE. PEDIR APOIO AOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo