Facebook

Gadgets

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Estado libera licença de instalação de um moderno aterro sanitário que vai substituir o velho lixão de Rosário - É a CTR Rosário

Renato Viana Waquim     novembro 21, 2011  1 Comentários


Rosário-MA: A URCD Ilha Grande Comércio Serviços e Construções LTDA (CNPJ Nº 10.590.725/000\1-30) empresa responsável pelo projeto de implantação do Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos em Rosário (CTR), informou em primeira mão ao blog Rosário Notícias (RN) que conseguiu a Licença de Instalação do moderno projeto conforme processo nº 2815/2011 no último dia 11/10/2011 junto ao Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais - SEMA.

O moderno aterro sanitário é uma verdadeira usina de tratamento de resíduos que vai substituir o atual lixão de Rosário construído a cerca de 14 anos no mesmo povoado de sua implantação, Arapixi, Buenos Aires - Zona Industrial.

Em audiências públicas a empresa aceitou propostas da Prefeitura Municipal de Rosário para implantar e apoiar projetos de compensação socioambiental, tais como fornecer caminhões compactadores de lixo para ajudar na limpeza pública, além de investir em projetos de educação ambiental, reciclagem e compostagem.


O projeto de implantação da CTR Rosário
De acordo com a Assessoria de Imprensa da URCD, a CTR Rosário está sendo projetada para ser a mais moderna unidade de destinação e tratamento de resíduos sólidos das regiões Norte e Nordeste do país. Com capacidade de atender à todas as exigências ambientais de proteção do solo, do ar e dos recursos hídricos, completamente de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei de número 12.305, sancionada pelo então presidente Lula em 12 de agosto de 2010. A Lei Nacional para o manejo dos resíduos sólidos é recente, e representa uma revolução em termos ambientais.

Lixo Industrial – De acordo com o projeto, logo na chegada do resíduo industrial à CTR Rosário, serão feitos testes de análise e composição que indicam a forma correta de tratamento, de acordo com as leis ambientais. Os tratamentos se dividem aqui em 3 linhas: biológico, fisioquímico e influentes oleosos. De acordo com a classificação os resíduos passam por células impermeabilizadas e com cobertura metálica ara impedir qualquer contaminação ao meio ambiente. A CTR também terá um incinerador para a destruição de compostos orgânicos de forma controlada .

Combustível – A ‘Unidade de Sistema de Blindagem Sólida’ vai preparar os resíduos para que eles se transformem em combustível para a indústria do cimento. Com isso, o meio ambiente ganha duas vezes, além de garantir o destino dos resíduos o processo substitui o uso do carvão.

Lixo hospitalar – Para o tratamento do lixo hospitalar a CTR Rosário vai usar uma unidade chamada ‘Autoclavagem de Resíduos de Serviços de Saúde’. Esse sistema possibilita tratamento dos resíduos de forma que não haja contaminação dos operadores e do meio ambiente.

Chorume – O Chorume gerado no aterro será armazenado em tanques para tratamento com a tecnologia de ‘Geotubos’ . Através dessa tecnologia os influentes gerados atingem alto grau de purificação e a massa sólida detida nos ‘Geotubos’ vai se tornando cada vez mais concentrada, ficando com o volume reduzido.

Preparação do solo – Para a construção do aterro são necessárias a limpeza, a escavação e tratamento do terreno, e ainda a remoção dos solos inadequados. A drenagem e a regularização são feitas com uma base de argila e uma impermeabilização com bentonita. Depois é feita uma segunda impermeabilização com geomembrana, que é uma manta de polietileno. Essas duas linhas garantem a proteção do solo e do lençol freático em relação aos líquidos gerados pelo aterro sanitário.

Centro de Educação Ambiental – O ‘Centro de Educação Ambiental’ será implantado para o desenvolvimento de projetos na área de educação para funcionários e toda a comunidade, com capacitação de educadores e alunos de escolas das redes públicas e privadas. O Centro terá um auditórios com recursos tecnológicos audiovisuais para a promoção de cursos, oficinas e palestras.

O atual lixão – O atual lixão que representa uma dívida ambiental será eliminado e todo o material será removido para o novo aterro sanitário e receberá tratamento adequado. A área ocupada hoje pelo lixão será recuperada com cuidados no solo e reflorestamento de plantas nativas.

Com o passar do tempo – A CTR Rosário está sendo projetada para durar 30 anos, e ao longo desse tempo as áreas de concentração dos aterros vão ganhar nova cobertura vegetal com plantios de espécies nativas adequadas. A CTR vai permitir o desenvolvimento de projetos de geração de energia e de créditos de carbono, dentro do acordo mundial conhecido como protocolo de Kyoto, o que gera receita para o município e emprego para a população.



Projeto da Central de Tratamento de Resíduos de Rosário. Confira o vídeo:

, ,

Um comentário :

  1. mt bom, gostei! mais oportunidade, desenvolvimento e sustentabilidade ai para rosario! pelo visto este es um otimo projeto e tds da CTR estaum de parabens por levar essa oportunidade para a regiao! vlw!

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo