Facebook

domingo, 18 de setembro de 2011

Vereadores aprovam requerimento pedindo mais segurança para Rosário

Renato Viana Waquim     setembro 18, 2011  1 Comentários

POR WELLINGTON RABELLO
Na última segunda-feira (12), por unanimidade, os vereadores de Rosário aprovaram um requerimento solicitando ao poder público que sejam tomadas providências no sentido de garantir mais segurança para a sociedade daquele município. O documento é assinado pelos parlamentares Nestor Serejo, Pedrosa Filho (Necó), Sandro Marinho, Agenor Brandão, José Ribamar Silva, Willame Waquim, Carlos Magno Nazar, Jardson Rocha e Walmor Pinto.
No requerimento, os vereadores pedem que sejam comunicados, sobre a onda de violência em Rosário, a governadora Roseana Sarney, a juíza Rosângela Santos Prazeres Macieira, o secretário Aluísio Mendes, o prefeito Marconi Bimba e a promotora de Justiça Elizabeth Mendonça, a fim de que essas autoridades determinem medidas urgentes para restabelecer a segurança da sociedade rosariense. Segundo os parlamentares, a população do município está apavorada diante do grande número de homicídios ocorridos no lugar.
Na opinião dos vereadores, a criminalidade cresce em Rosário devido à falta do aparelho de segurança pública e pela certeza da impunidade, uma vez que não são encontrados delegados de plantão. Eles também reclamam do efetivo insuficiente da 7ª Companhia Independente, da Polícia Militar, que atende Rosário, toda a região do Munim e Lençóis Maranhenses.
Porém, os parlamentares elogiaram a atuação do novo comandante da 7ª CIA, major Roberto Filho, apesar das dificuldades enfrentadas com o pouco número de policiais. Como exemplo, foi citada a prisão do traficante José Ribamar Santos do Carmo, o “Índio”, de 33 anos, na última quarta-feira (14), com quem foram apreendidos nove frascos de cocaína, prontos para serem comercializados.
Esta semana, um grupo formado pelos vereadores Nestor Serejo – presidente da Câmara, Sandro Marinho, Agenor Brandão, Pedrosa Filho (Necó) e Jardson Rocha, estiveram reunidos com o superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), delegado Jair Lima de Paiva Júnior, para quem informaram as deficiências no setor de segurança pública de Rosário e a intenção de que seja formada uma força-tarefa para diminuir o índice de violência. Durante a reunião, o delegado Jair Paiva anunciou que, na semana que vem, a Polícia Civil do município vai ganhar novas viaturas e que assim que termine a greve dos delegados a situação dos plantões irá melhorar.
Outra reclamação feita ao superintendente, pelos vereadores, diz respeito ao grande número de licença expedida para a realização de festas na cidade. Sobre o assunto, Jair Paiva afirmou que hoje irá conversar com a delegada regional, Maria de Jesus Sousa Melo, para buscar uma solução para o problema.
Passeata – Moradores, estudantes, lideranças comunitárias, representantes das igrejas, autoridades políticas e a sociedade em geral, realizaram na tarde de ontem, em Rosário, a passeata ‘O problema é nosso: todos contra a violência’.
O evento, iniciado por volta das 16h, expressou a revolta da população rosariense com os constantes crimes que vêm ocorrendo naquela localidade. Conforme os organizadores, o objetivo da manifestação foi chamar atenção da sociedade e mostrar o descaso das autoridades quanto à falta de segurança pública.
De acordo com levantamentos preliminares dos órgãos de segurança pública do município, nos últimos onze dias, a cidade de Rosário registrou seis mortes cruéis. Uma das vitimas, foi o estudante Aislan Michael Araujo Santos, de 29 anos, assassinado com diversas facadas no abdômen, na noite do último sábado (10), no bairro Barreiros, onde morava.
Segundo os manifestantes não são apenas os homicídios que vêm comovendo a sociedade rosariense, os assaltos a estabelecimentos comerciais, residências, escolas e paradas de ônibus da área estão sendo alvos frequentes de assaltantes. Para chamar a atenção das autoridades competentes, moradores utilizaram faixas e cartazes lembrando as vítimas da violência e pedindo mais segurança, em uma caminhada que saiu da Praça do Coqueiro, percorrendo ruas e avenidas da cidade, com encerramento na Praça da Matriz.

, ,

Um comentário :

  1. Fico triste de saber que Rosário terra onde nasci e vivi até meus dezoito anos, hoje se encontra assim como uma zona de guerra.

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo