Facebook

Gadgets

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A verdade: Denúncia da CGU sobre irregularidades na Unidade Regional de Rosário são contra o governo Roseana Sarney

Renato Waquim (Rosário Notícias)     outubro 20, 2016  Sem Comentários

A Polícia Federal (PF) e o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) investigam irregularidades e tentam descobrir o que aconteceu com os recursos que deveriam ter sido usados para construir o Hospital Regional de Rosário.

Mídia "irlahista" culpa Willame por algo que aconteceu nos tempos do sarneysmo



Rosário-MA: A assessoria de comunicação da Prefeitura de Rosário pagou um grande mico nesta quinta-feira, 20 de outubro, ao acusar deforma irresponsável e mentirosa o ex-gestor da Unidade Regional de Rosário, enfermeiro Willame Anceles (que recentemente foi candidato a prefeito pelo PCdoB) que ocupou o cargo apenas no governo Flávio Dino entre 2015 e 2016. Ao contrário do que foi dito pelos “irlahistas” a denúncia do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) é referente a época quando Roseana Sarney (PMDB) era governadora e portanto aquela unidade tinha outro(s) gestor(es). A denúncia original, que foi aumentada e transformada em factoide pela mídia do mal em Rosário, surgiu de um desdobramento da Operação Sermão aos Peixes que ocorre em uma parceria da CGU com a Polícia Federal (PF) desde o dia 06 de outubro, das segunda e terceira fases da Operação, no Maranhão que identificou várias irregularidades e investigam desvios de recursos públicos da saúde. As ações foram denominadas, respectivamente, Abscôndito e Voadores (clique aqui e confira).

A Operação Abscôndito apura ação de grupo criminoso que agiu para destruir e ocultar provas, após suposto vazamento da Operação Sermão aos Peixes, em novembro de 2015. Entre as provas, está a venda suspeita de uma aeronave objeto de decisão judicial.

Já a Operação Voadores investiga o desvio de cerca de R$ 36 milhões do Fundo Nacional de Saúde por meio de desconto de cheques e posterior depósito nas contas de pessoas físicas e jurídicas vinculadas aos envolvidos, incluindo o saque de contas de hospitais. As irregularidades ocorreram por meio da terceirização da gestão de unidades hospitalares estaduais, com a contratação de Organização Social (OS) e de Organização de Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip).

O blog Rosário Notícias mostrou em 2015 a realidade que Willame encontrou da gestão anterior naquela Unidade Regional de Saúde (reveja clicando aqui), e depois as várias mudanças que foram feitas, entre elas, a da forma de armazenar os inseticidas e outros produtos tóxicos (reveja clicando aqui) no depósito central.

As imagens a seguir, confirmam as mudanças promovidas por Willame na questão do armazenamento no depósito central, da sede da unidade que está localizado em local, em uma área isolada, no campus da Gerência, na Rua General Lott, na Vila Bacural, veja:

Na época Willame foi considerado o melhor gestor Regional de Saúde do Maranhão e o gestor mais atuante da Regional de Rosário



Flávio Dino é aliado e amigo de Willame Anceles o que causa muita inveja nos bastidores políticos, pois Willame conquistou o respeito do governador com o seu trabalho e com a seriedade naquilo que faz
Procurado pelo blog, o ex-gestor Willame Anceles se disse surpreso com o factoide e rebateu as mentiras lembrando das mudanças que fez no depósito central da Unidade Regional. “Quando assumir encontrei 50 toneladas de remédios, soros, vacinas e inseticidas vencidos, outros queimados e abandonados no terreno da Gerência, colocando em risco a todos. Mas felizmente mudamos esta realidade, despachando todo lixo e material vencido na forma correta, em seguida foram feitas mudanças na forma de armazenar e de utilizar os produtos do depósito, sem colocar em risco os funcionários, inclusive com a chegada de várias de bobinas de armazenamento de venenos (inseticidas) que foi uma exigência minha. Conseguimos novos veículos e equipamentos de fumacê para o uso de venenos contra o mosquito Aedes aegypti e outras pragas em toda região, inclusive em Rosário sem nenhum apoio ou parceria da Prefeitura. Além de apoio aos municípios e representar a Secretaria de Estado (SES) na região com diversas ações, entre elas, disponibilizando apoio de profissionais da SES, participando de campanhas e até trazendo serviços de outras secretárias, um exemplo disso foi a Carreta da Mulher. Para falar a verdade, fui além da minha obrigação de subordinado da SES e garantir ainda o atendimento dos pacientes rosarienses em hospitais e ubs das outras cidades da região, sempre buscando sensibilizar os prefeitos, diretores de hospitais e secretários municipais devido à crise que se instalou desde 2013 na saúde municipal de Rosário. Portanto, não devo e não temo as acusações mentirosas de quem não tem compromisso com a verdade, agora me acusar por coisas erradas que ocorrem em gestão anterior é uma tremenda covardia.”, disse Anceles que confirmou que a CGU tirou fotos na época de sua gestão e que levou fotos antigas de como era antes dele para confirmar os erros que ocorriam antes na aplicação de recursos e administração, ele ainda lembrou que aproximadamente dez anos existe um processo rolando contra aquela unidade.

Assim que soube do factoide pela internet, Willame foi na sede da unidade, onde buscou informações sobre a denúncia, mas não encontrou nada, além de que a operação segue investigando o local.



Willame Anceles encerrou a entrevista tranquilo, talvez pelo fato de que o seu trabalho naquela Unidade Regional foi muito elogiado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e até pelo governador Flávio Dino (PCdoB) que tem nele uma pessoa de estrema confiança na região, tanto que escolheu ele para ser seu candidato a prefeito em Rosário nesta eleição de 2016.



Hospital Fantasma - Vale ressaltar que na época de Roseana Sarney quando ocorriam as irregularidades na Unidade Regional foi aplicado o golpe que desviou os recursos que deviriam ter sido usados na construção do Hospital Regional de Rosário. Até hoje não se sabe onde o dinheiro foi parar, o que inviabilizou a obra. O caso também é alvo da operação que está de olhos em vários golpes semelhantes, inclusive envolvendo a terceirização de serviços.

Irlahi e Ricardo Murad se encontraram pouco antes da paralisação e golpe na obra do Hospital Regional de Rosário, mesmo assim ela apoiou Lobão Filho candidato do grupo Sarney a governador em 2014
Estranhamente a Prefeitura de Rosário ficou calada ao contrário do que acontecia antes da paralisação quando a prefeita Irlahi Moraes (PMDB) chegou a tirar foto com Ricardo Murad, na oportunidade informando que estava tratando de detalhes da obra e dizia que tinha participação direta na mesma como relatavam matérias dos seus blogs.

É de causar estranheza como a assessoria de Irlahi por meio de seus blogueiros, sem nenhum compromisso com a verdade, usaram o nome da CGU para aumentar uma história, ou seja, criando um factoide a partir de uma verdade do sarneysmo que é defendido pelos mesmos e pelo governo municipal do qual fazem parte. Agora fica a pergunta: qual será o motivo deste e outros ataques contra Willame Anceles, após a ele ficar em segundo lugar recentemente na eleição municipal? A resposta é simples! Mesmo perdendo Willame virou uma sombra que assusta e incomoda a atual gestão, devido a sua votação expressiva e limpa em 2016, pois sabem que em 2020 Anceles aumentará sua votação, tendo em vista que agora a cidade só tem dois grandes grupos políticos.

, , ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo