Facebook

segunda-feira, 28 de março de 2016

Cansados da morosidade do DNIT, moradores fizeram mutirão para capinar e tampar buracos na BR-135

Renato Waquim (Rosário Notícias)     março 28, 2016  Sem Comentários

População faz operação tapa-buracos da BR-135 após morte de bailarina (Foto: Alessandra Rodrigues/ Mirante AM)


Moradores do bairro de Pedrinhas, em São Luís, realizaram uma mobilização na manhã de domingo (27) na BR-135 para capinar e tapar os buracos na estrada. A ação acontece um dia após a morte da bailarina Ana Duarte, vítima de latrocínio no local.



Segundo o morador Moacir Santos de Paula Filho, a região vem sofrendo constantes assaltos por conta dos buracos na estrada. "Eles estão assaltando aqui direto, os carros quando passam aqui. É van, é ônibus. A gente vive à mercê dos vagabundo nessa área. Então a gente está se mobilizando para poder tirar esses vagabundos", disse.


Moacir disse ainda que faz tempo que não há um serviço de capina na região. O mato alto teria facilitado a ação dos criminosos no caso da bailarina Ana Duarte. "Olha como é que tá o matagal! Aqui esconde qualquer vagabundo", explicou.


Buracos na via obrigam motoristas a reduzirem a velocidade (Foto: Alessandra Rodrigues/ Mirante AM)






O morador relatou que há tempos não há policiamento na área por conta dos buracos na BR-135. "É a maior dificuldade um camburão da polícia passar por aqui porque não tem estrada mais. A gente pede ao Poder Público para tomar providência e ajudar", contou Moacir.

O governador Flávio Dino (PCdoB) cobrou através das redes sociais alguma ação do DNIT, órgão federal responsável pela conservação da via. Dino disse que há meses vem pedindo a recuperação emergencial da BR-135, além da retomada da duplicação.  “Venho alertando o Governo Federal para as tragédias que ali se verificam. Infelizmente, há meses o DNIT permanece inerte”, escreveu.

O DNIT disse que está fazendo serviços de reparo emergencial na BR-135 e que os trabalhos ainda não foram concluídos por causa da intensidade das chuvas nas últimas semanas.


Ana Duarte foi alvejada por seis tiros (Foto: Reprodução/ Facebook)



A professora de História e bailarina, Ana Lúcia Duarte Silva, morreu na madrugada de sábado (26) atingida por seis disparos de arma de fogo. Ela foi abordada por criminosos quando reduziu a velocidade do veículo para passar pelos buracos da BR-135, na região de Pedrinhas.

"A família tá revoltada. Todo mundo triste e que as autoridades tomem providência para que esse crime não seja mais um que fica em pune na nossa sociedade”, desabafou o irmão de Ana Duarte, Luiz Henrique Duarte.

Na tarde de sábado (26), a polícia prendeu dois suspeitos de terem participado do assassinato de Ana Duarte. Um deles é menor de idade. Ambos foram levados para a Delegacia de Homicídios da Capital.


Fonte: G1 / MA.


Veja também:

, ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo