Facebook

Gadgets

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Educação: Governo do Estado do Maranhão leva EJA à Penitenciária Regional de Rosário

Renato Waquim (Rosário Notícias)     outubro 06, 2015  1 Comentários

Proposta é a oferta de Educação Fundamental aos custodiados, sendo que as classes de alfabetização são 3ª, 4ª, 5ª, e 6ª séries. Foto: Divulgação


O Governo do Maranhão tem intensificado a educação nas prisões. Na manhã do último dia 25, na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Rosário, mais conhecida como Penitenciária Regional de Rosário (PRR), ocorreu a aula inaugural da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA), destinada a 24 presos daquele estabelecimento prisional. A inciativa é resultado de trabalho conjunto das Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (SEJAP) e Educação (SEDUC).
As aulas, ministradas de segunda a sexta-feira, ocorrem no período da manhã, e são lecionadas por professores da rede estadual de ensino. Ao todo, são duas turmas, sendo uma com 15 e outra com nove internos. A proposta é a oferta de Educação Fundamental aos custodiados, sendo que as classes de alfabetização são 3ª, 4ª, 5ª, e 6ª séries. “O objetivo é a reintegração social desses internos por meio da educação”, reforçou Paulo Adriano Abreu, diretor da UPR.
Os trabalhos são desenvolvidos pela Supervisão de Educação da SEJAP, responsável por coordenar as práticas pedagógicas aplicadas naquela unidade de ensino. A supervisora de Educação, Néria Cristina Moura, contou que o processo educacional dentro das prisões perpassa por várias etapas, sendo uma delas a criação de um Projeto Político Pedagógico (PPP) adequado ao ambiente carcerário.
“Quem desenvolve o Projeto Político Pedagógico são os técnicos da Secretaria de Educação, e ele é acompanhado pela direção da escola. O projeto é totalmente adequado à realidade carcerária, mas não deixa de seguir os padrões disciplinares, como, por exemplo, a oferta do conhecimento sobre matemática, português e até religião aos internos que se dispõem a apreender”, informou a supervisora da Sejap.
A matrícula de cada detento é feita mediante o interesse do próprio apenado. A inciativa de inclusão do homem privado de liberdade faz parte da política de educação nas prisões do governador Flávio Dino. Na cerimônia de abertura da aula inaugural na UPR de Rosário, além do diretor da unidade e da supervisora de educação, estavam presentes a coordenadora regional do EJA, Aline Lima Rocha; o secretário municipal de Educação, Aldenilson Marcelo Marques, entre outas autoridades.

Mais
Além dessa turma com 24 alunos, acontece ainda na UPR de Rosário, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação da cidade, a alfabetização de outros 19 detentos no período da tarde. As aulas são ministradas de segunda-feira a sexta-feira, por dois professores que integram o corpo docente da rede municipal de ensino de Rosário. Como incentivo, a SEJAP mantém diálogos constantes com o Poder Judiciário no intuito de aumentar a remissão de pena pela leitura.

Com informações da SECOM / Governo do Estado do Maranhão.

, ,

Um comentário :

  1. A SEJAP ta de parabéns por permitir a ressocialização dos presos. Isso tem que ser expandiddos para outros presidios. Alô SEJAP! Não adianta fazer o de Rosário de modelo e deixar o restante apenas pra receber bandidos.

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo