Facebook

Gadgets

terça-feira, 9 de junho de 2015

10 imagens que mostram que a crucificação não é um protesto inédito no Brasil

Renato Waquim (Rosário Notícias)     junho 09, 2015  Sem Comentários

O problema é a cruz ou o fato de ser "uma" transgênero?

A alegoria representada por uma atriz transgênero, que desfilou crucificada em um dos trios elétricos da Parada do Orgulho LGBT em São Paulo-SP, foi duramente criticada por líderes evangélicos, como o pastor Marco Feliciano, e por muita gente nas redes sociais.
Mas o uso da crucificação para representar um ponto de vista não é inédito.

1. Em outubro de 2012, a revista Placar colocou Neymar crucificado na capa.

Em outubro de 2012, a revista Placar colocou Neymar crucificado na capa.
Reprodução / Via wp.clicrbs.com.br
A opinião da revista era de que o craque tinha sido pego para Cristo pelos críticos que o acusavam de só cair em campo.

2. Em 1990, Bezerra da Silva posou assim para a capa do seu disco “Eu Não Sou Santo”.

Em 1990, Bezerra da Silva posou assim para a capa do seu disco "Eu Não Sou Santo".

3. Em 2010, Marcelo D2 postou no Twitter esta montagem, inspirada na capa do Bezerra da Silva.

Em 2010, Marcelo D2 postou no Twitter esta montagem, inspirada na capa do Bezerra da Silva.
Reprodução / Via ofuxico.com.br

4. A própria Placar já havia recorrido à alegoria da crucificação antes de Neymar: em 2001, botou Marcelinho Carioca como cristo do Corinthians.

A própria Placar já havia recorrido à alegoria da crucificação antes de Neymar: em 2001, botou Marcelinho Carioca como cristo do Corinthians.
Reprodução / Via observatoriodaimprensa.com.br

5. E uma edição rara do VHS de “Navalha na Carne”, filme de 1997 estrelado por Vera Fischer, era assim.

E uma edição rara do VHS de "Navalha na Carne", filme de 1997 estrelado por Vera Fischer, era assim.
Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

6. Incontáveis editoriais de moda usaram a imagem clássica da iconografia cristã. No Brasil, um deles foi o ensaio do estilista Sergio K. com o modelo Tony Ward.

Incontáveis editoriais de moda usaram a imagem clássica da iconografia cristã. No Brasil, um deles foi o ensaio do estilista Sergio K. com o modelo Tony Ward.
Reprodução / Via glamurama.uol.com.br

7. A Veja também já usou a imagem simbólica da crucificação para representar o brasileiro e os impostos.

A Veja também já usou a imagem simbólica da crucificação para representar o brasileiro e os impostos.
Reprodução / Via produto.mercadolivre.com.br

8. Anônimos também já representaram a crucificação em protestos pelas mais diversas causas.

Anônimos também já representaram a crucificação em protestos pelas mais diversas causas.
Reprodução / Via amigodecristo.com
André Luiz dos Santos usou a imagem para protestar por justiça no julgamento do goleiro Bruno pelo assassinato de Eliza Samudio.

9. Como nesta passeata pelas cotas em concursos públicos.

Como nesta passeata pelas cotas em concursos públicos.
Reprodução / Via noticias.band.uol.com.br

10. E nos protestos de 12 de abril contra a Dilma na Paulista.

E nos protestos de 12 de abril contra a Dilma na Paulista.
Agência Brasil

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo