Facebook

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Quem não votou e nem justificou deve ficar atento aos prazos que terminam em dezembro

Renato Waquim (Rosário Notícias)     novembro 14, 2014  Sem Comentários

O eleitor que não votou nem justificou no dia da eleição tem prazo de 60 dias para enviar sua justificativa ao juiz eleitoral de sua região. O requerimento será analisado pelo magistrado, que poderá aceitar ou não às razões argumentadas. A entrega dos documentos também pode ser feita pessoalmente ou pela internet.
Para justificar, o cidadão deve preencher o Requerimento de justificativa eleitoral pós-eleição e entrega-lo ou envia-lo ao cartório eleitoral onde possui domicílio. O prazo para o eleitor justificar sua falta no segundo turno termina em 26 de dezembro de 2014. Para o eleitor que deixou de votar e justificar no primeiro turno, o prazo é mais curto: 4 de dezembro de 2014.
Diferente da justificativa realizada no dia da eleição, a justificativa após o pleito exige que o eleitor comprove a impossibilidade de comparecer às urnas. Por conta disso, ao fazer o pedido, o eleitor deverá informar o motivo de sua ausência (como viagem, saúde prejudicada, etc.), anexando documentos que comprovem a situação (por exemplo: bilhete de passagem, atestado médio, etc.).
Pela internet
Para facilitar a justificativa pós-eleição, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) desenvolveu - em parceria com o TRE-RS - uma ferramenta que permite o envio do requerimento de justificativa pós-eleição por meio da internet. A experiência é inédita e exclusiva para eleitores dos dois Estados.
Acessando o Sistema Justifica os eleitores catarinenses podem enviar o requerimento de justificativa sem sair de casa. Para isso o cidadão deve informar seu nome, número do título eleitoral, data de nascimento, e-mail pessoal e motivo por que não pôde votar nem justificar o voto no dia da eleição. Na seção de justificativa, é obrigatório anexar documento (em .jpg ou .pdf) como prova da impossibilidade.
Após preencher o formulário, uma mensagem de confirmação será emitida e enviada para o e-mail informado pelo eleitor. Além disso, um código será disponibilizado para que a ação seja acompanhada, também pela internet.
Consequências
O eleitor que deixar de votar e não se justificar incorrerá em multa imposta pelo juiz eleitoral. Além disso, sem a prova de que votou na última eleição, pagou a respectiva multa ou de que se justificou devidamente, não poderá, entre outras:
- inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;
- receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público;
- participar de concorrência pública;
- obter passaporte ou carteira de identidade;
- renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
- praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;
- obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe.

, ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo