Facebook

sábado, 20 de setembro de 2014

Quatro ônibus e um micro-ônibus são incendiados na Grande São Luís

Renato Waquim (Rosário Notícias)     setembro 20, 2014  Sem Comentários


Do G1 MA
Ônibus foi incendiado no bairro Alto do Pinho (Foto: Reprodução)Ônibus foi incendiado no bairro Alto do Pinho (Foto: Reprodução)
Quatro ônibus e um micro-ônibus foram incendiados neste sábado (20), em São Luís e São José de Ribamar, municípios da região metropolitana de São Luís. Em São Luís, os atentados aos ônibus aconteceram nos bairros Alto do Pinho, Santa Bárbara e na sede da empresa Viação Abreu, no Jardim São Cristóvão. Já em Ribamar, um micro-ônibus que presta serviços de transporte alternativo, também foi queimado. Segundo o coronel Marco Antônio Alves, comandante do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) de São Luís, os ataques podem ter ligação com as recentes fugas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. "Recebemos informações de que seria uma ação coordenada, cuja ordem partiu de dentro de Pedrinhas", disse o militar.
O primeiro incêndio foi registrado no fim da manhã, no Alto do Pinho, quando quatro homens armados entraram no coletivo e roubaram pertences dos ocupantes. Após o roubo, todos os passageiros foram retirados do veículo e o coletivo foi incendiado. Uma unidade do Corpo de Bombeiros e uma guarnição da Polícia Militar foram encaminhadas para o local. Não há informações de feridos. A imagem foi passada ao G1 por policiais.
A ação mais audaciosa aconteceu na garagem da Viação Abreu. Segundo a polícia, um grupo invadiu o local e ateou fogo em dois ônibus, que ficaram completamente destruídos.


O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Stremma), Gilson Coimbra, afirmou que, após decisão da diretoria, todos os ônibus serão retirados das ruas neste sábado (20).  Em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, o G1 ainda não obteve posicionamento do órgão sobre o assunto.

Em contato com a Rádio Mirante AM, o coronel Marco Antônio Alves afirmou que o ataque pode ter ligação com as recentes fugas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. "Essa foi a informação que recebemos no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops). Que seria uma ação coordenada, cuja ordem partiu de dentro de Pedrinhas. Estamos com todos os comandates de unidades policial nas ruas", declarou.
Micro-ônibus também foi incendiado, mas em São José de Ribamar (Foto: Divulgação/Leylane Carvalho)Micro-ônibus também foi incendiado, mas em São José de Ribamar (Foto: Divulgação/Leylane Carvalho)
Um outro ataque, mas a um micro-ônibus, também foi registrado em São José de Ribamar. Por volta das 14h, um grupo de jovens entrou no veículo, mandou todos os passageiros descerem e ateou fogo. Apesar de todo o veículo ter sido destruído, ninguém ficou ferido.


Ataques em janeiro
No mês de janeiro, uma criança de seis anos morreu após um ônibus ser atacado no bairro da Vila Sarney, em São Luís. Ana Clara Santos Sousa  teve 95% do corpo queimado. Ela estava com a mãe e a irmã quando o veículo foi invadido e incendiado por homens armados. Onda de ataques que vitimou Ana Clara Santos Sousa começou depois de uma operação realizada pela Tropa de Choque da Polícia Militar no Complexo de Pedrinhas, com o objetivo de diminuir as mortes nas unidades prisionais do Estado.

Naquela oportunidade o Sindicato dos Rodoviários também anunciou a retirada dos ônibus, devido a falta de segurança.
Crise em Pedrinhas
Nos últimos dias, o Complexo Penitenciário de Pedrinhas ganhou destaque nacional pela sucessão de fugas e rebeliões. A crise acabou levando o secretário Sebastião Uchoa a deixar o cargo. O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Marcos Affonso, assumiu a pasta interinamente.
No dia 10 de setembro, 36 presos fugiram do Centro de Detenção Provisória. Outros quatro ficaram feridos na tentantiva de fuga, e um foi recapturado. A fuga ocorreu após um grande buraco ser aberto no muro do presídio. Integrantes de uma quadrilha usaram um caminhão, roubado no bairro Cidade Operária, em São Luís, para quebrar o muro da unidade.
Na segunda-feira (15), o diretor da Casa de Detenção (Cadet)  foi preso por suspeita de facilitação de fugas de detentos, segundo informações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) do Maranhão.
Um túnel foi descoberto na última quarta-feira (17), e  treze detentos escaparam do Presídio São Luís I (PSL I). Uma nova tentativa de fuga foi registrada no mesmo dia, na Casa de Detenção. As imagens foram mostradas pelo repórter Alex Barbosa e o cinegrafista Miguel Nery, da TV Mirante, ao vivo, pela GloboNews. Presos pularam o muro da unidade mas foram contidos por policiais.

,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo