Facebook

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Após ser citado no escândalo da Petrobras, Lobão tira segundo período de férias em um mês

Renato Waquim (Rosário Notícias)     setembro 25, 2014  Sem Comentários

Ministro não aparece em evento público desde a reportagem que o indicou como um dos citados por ex-diretor da Petrobras
                                                             POR DANILO FARIELLO (O GLOBO)
O ministro Edison Lobão: sumiu de Brasília depois que foi citado pelo ex-diretor da Petrobrás
O ministro Edison Lobão: sumiu de Brasília depois que foi citado pelo ex-diretor da Petrobrás
BRASÍLIA – Com o período eleitoral e Lobão Filho disputando o mandato de governador no Maranhão, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, senador pelo mesmo estado, passa dias ao lado da família no segundo período de férias que tira no mesmo mês. O primeiro período aconteceu do dia 8, na segunda-feira, até o dia 12. Três dias depois ele entrou com pedido por mais dias de descanso de suas funções na pasta, para entrar de férias novamente de segunda-feira, dia 22, até o dia 1º de outubro.
Desde a publicação de reportagem pela revista “Veja” que indicou o nome de Edison Lobão como um dos citados na delação premiada de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras preso na operação Lava-Jato, o ministro não aparece em evento público.
Na semana passada, ele só teve uma agenda fora da sede do ministério. Na quinta-feira, ele esteve em Balsas, interior do Maranhão, em visita técnica às unidades da Eletronorte e da Companhia Energética do Maranhão (Cemar).
De lá, Lobão partiu para São Luís por motivos familiares, onde permaneceu na sexta-feira – data para qual não existe agenda pública do ministro. Segundo a assessoria de comunicação do MME, o ministro esteve na sexta-feira junto de sua esposa, a deputada Nice Lobão (PSD-MA), que está sob cuidados médicos. Ainda de acordo com o Ministério, a legislação permite que o ministro tire férias, “além disso, são autorizadas e adequadas para que não haja ausência prolongada do cargo”. O ministério também nega relação entre as férias do ministro e o período eleitoral. Lobão Filho disputa o mandato de governador no Maranhão, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, senador pelo mesmo estado.
Apesar de constar um evento profissional em sua agenda no seu estado na quinta-feira, o ministro Lobão preferiu viajar na semana passada utilizando “meios próprios para o seu deslocamento, considerando que o trecho seguinte seria por motivos estritamente pessoais”, segundo o ministério.
Questionado pelo GLOBO sobre a possibilidade de o ministro poder se deslocar com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) em eventos de trabalho e em direção ao seu estado de domicílio, o MME informou que “embora tenha domicílio eleitoral em São Luís (MA), o Ministro reside em Brasília, razão pela qual não utiliza o beneficio a que têm direito os ministros em seus deslocamentos para suas cidades”. A nota informou ainda que “para São Luís, não havia compromisso oficial que justificasse o uso de aeronave da FAB”.
Questionada a seguir, a assessoria de comunicação do Ministério de Minas e Energia não informou quem é o proprietário do avião no qual Lobão viajou pelo Maranhão na semana passada.
De acordo com o ministério de Minas e Energia, as primeiras férias do ministro Lobão, a partir do dia 8, haviam sido autorizadas pela Casa Civil por meio de portaria publicada no “Diário Oficial da União” ainda no dia 2 _ antes, portanto, da publicação da revista. Essas férias foram inicialmente previstas para o período entre 1º e 5 de setembro, e depois reprogramadas para o período de 8 a 12. Na segunda-feira, o DOU trouxe nova portaria prevendo férias de Lobão até o dia 1º, que foram solicitadas no dia 15 de setembro e autorizadas na sexta-feira.
Segundo a assessoria do ministério, em Balsas (MA), o ministro realizou visita técnica ao Sistema de Transmissão de Energia Elétrica do Sul do Maranhão, onde também recebeu informações atualizadas dos técnicos da Eletronorte e da Cemar sobre as condições de suprimento daquela importante fronteira agrícola. Foram feitas visitas à Subestação Balsas 230 kV, da rede Básica do Sistema Interligado Nacional (SIN), da Eletronorte, e às Subestações Balsas I e II 69/13,8 kV, da Cemar.

, ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo