Facebook

Gadgets

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Com Lobão no Minas e Energia, conta de luz vai aumentar em até 24,12% no MA

Renato Viana Waquim     agosto 26, 2014  Sem Comentários

 
Pai do candidato ao Governo do Maranhão pelo Clã Sarney, Edison Lobão Filho, o Edinho (PMDB), o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, deu uma alavancada pra lá de enérgica na campanha dos candidatos da oposição e principais adversários de Edinho nestas eleições, o candidato pelo PCdoB, Flávio Dino, e o candidato pelo PSOL, Antonio Pedrosa.

Vinculada à Pasta comandada por Lobão, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) homologou, em reunião pública realizada nesta terça-feira (26), o reajuste tarifário da Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

O reajuste é um instrumento previsto no contrato de concessão para manter atualizado o valor das tarifas, frente à variação da inflação e do repasse integral do custo de energia aos consumidores.

Para os consumidores residenciais, o reajuste será de 24,12%, já a classe industrial sofrerá reajuste de 24,16%, sendo que o reajuste médio geral ficou em 24,11%. Os novos valores serão aplicados a partir de 28 de agosto para mais de 2 milhões de unidades consumidoras. O valor para os industriais depende do nível de tensão do atendimento (A4, A3a, A3 ou A2), sendo este o valor médio para os consumidores atendidos em alta tensão

Para calcular o valor do reajuste estabelecido para a tarifa, a Aneel leva em consideração a parte da tarifa que efetivamente fica com a concessionária, para operar manter e realizar os investimentos necessários à melhoria e expansão do sistema. Esta parcela foi corrigida em 1,62%.

A segunda parte do reajuste é referente à parte da tarifa que contempla os custos com compra de energia junto aos geradores, os custos com a transmissão da energia e o valor dos encargos setoriais. Dentre estes itens, a despesa junto aos geradores é a que apresenta maior crescimento e tem elevado peso na tarifa – assim, a maior parte do valor do reajuste se dá por conta do aumento expressivo dos custos de aquisição de energia. Vale ressaltar que os custos que compõem esta parte da tarifa são estabelecidos conforme as regras do setor e devem ser repassados integralmente aos consumidores.

É importante ressaltar que dos 24,12%do reajuste autorizado pela ANEEL, apenas 1,62% correspondem à parte que fica com a Cemar e o restante 22,50%, refere-se às despesas de pagamento de energia, transporte e encargos setoriais.

, ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo