Facebook

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Rosário e Região integram livro do IMESC

Renato Viana Waquim     junho 03, 2013  1 Comentários


Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável do Maranhão, por meio da difusão do conhecimento da realidade do estado, a obra “Situação Ambiental da Região do Munim”, foi lançada pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), órgão ligado à Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan). O lançamento da publicação ocorreu, na sexta-feira (26), durante a passagem do Governo Itinerante pelas cidades de Morros, Cachoeira Grande e Presidente Juscelino.
As três cidades estão contempladas na publicação, ao lado de Axixá, Bacabeira, Icatu e Rosário, onde a obra ainda será apresentada oficialmente. A publicação traz aspectos socioeconômicos e ambientais dos sete municípios que compõem a Região do Baixo Munim e Baixo Itapecuru. O trabalho é resultado de pesquisa realizada durante todo o ano passado e que incluiu atividades de campo, entrevistas e coletas de água, cuja análise foi feita no Carro Laboratório da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).
De acordo com o secretário João Bernardo Bringel, a obra propõe um novo olhar em torno da paisagem ambiental das cidades. “É uma amostra da região e apresenta informações sobre a economia dos municípios, particularizando, no entanto, a sua preocupação sobre o atual quadro ambiental em diversos ângulos, com vistas a contribuir com o tão almejado desenvolvimento sustentável”, destacou ele na apresentação do trabalho.
Essa é a terceira publicação do Imesc direcionada à questão ambiental. “Nossa intenção é produzir um trabalho por cada região, até porque a preocupação do governo é para que haja desenvolvimento aliado à preservação da natureza”, detalhou o presidente do Imesc, Fernando Barreto, lembrando que ano passado foi lançada uma publicação sobre os quatro municípios da Ilha de São Luís e que até agosto próximo será lançada uma sobre as cidades dos Lençóis Maranhenses.

Aspectos
“Situação Ambiental da Região do Munim” enfoca os aspectos fisiográficos, socioeconômicos, a demografia, o Produto Interno Bruto (PIB) e o Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM). Há capítulos sobre os Recursos Hídricos, destacando a qualidade e a caracterização hidrográfica; e sobre Degradação Ambiental, incluindo deflorestamento, queimadas e extração mineral.
Também há tópicos específicos para tratar questões como Saneamento Básico e Legislação Ambiental. A publicação é rica, ainda, em gráficos, fotos, mapas e outras imagens que traduzem os textos e ajudam o leitor a entender melhor o que está sendo apresentado pela pesquisa.
Ao final, com intuito de minimizar a problemática identificada no trabalho, a obra apresenta propostas de medidas mitigadoras, formuladas a partir de ações preventivas, corretivas e de monitoramento. Há ações voltadas para componentes como Bacias Hidrográficas, Vegetação, Extração Mineral, Resíduos Sólidos e Legislação Ambiental.

FONTE: IMESC.

, , , ,

Um comentário :

  1. É isso mesmo! Povo vagabundo! 50 anos roubando o Estado! Lembrem-se: futuro governador: Flávio Dino! Vamos mudar gente!

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo