Facebook

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Conferências Intermunicipais de Educação foram realizadas em Rosário e Barreirinhas

Renato Viana Waquim     junho 07, 2013  Sem Comentários






Representantes de 12 municípios participam da 26ª e 27ª Conferências Intermunicipais de Educação abertas, na última segunda-feira (3), em Barreirinhas e Rosário. Durante dois dias, todos os setores da comunidade escolar como gestores, professores, pais e alunos, discutem as propostas para a Conferência Nacional de Educação (Conae), que será realizada, em fevereiro de 2014, em Brasília. No Maranhão, as Conferências Intermunicipais foram iniciadas no mês de abril e terminam esta semana, com a realização da última conferência, em São Luís, nos dias 6 e 7 de Junho. Durante dois dias, os participantes discutem propostas para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem nas escolas. O resultado das 28 conferências será apresentado e discutido em agosto, na Conferência Maranhense de Educação.

Em Barreirinhas, o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes, disse na abertura oficial da Conferência, da necessidade de mobilização de toda a comunidade escolar nessas discussões e em todo o processo educacional. “O que resolve o problema da educação é o compromisso de todos. Educação exige muito trabalho e precisamos nos unir para fazer as melhorias. Também temos que ser ousados e querer fazer melhor”, declarou o secretário.

O prefeito do município de Primeira Cruz, Sérgio Albuquerque, ressaltou a importância da união entre Estado e prefeituras. “A parceria governo/municípios é fundamental, quanto mais união houver, mais valioso será para melhorar a qualidade do ensino em nossas escolas”, afirmou. O prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, falou, ainda, da necessidade de colaboração entre cidades vizinhas. “Eu acredito na união dos municípios, pois fazendo essa união vamos ter melhores resultados e resolver vários problemas, na educação e em outras áreas”, ressaltou.

Em Barreirinhas, estão reunidos representantes de escolas estaduais e municipais de Primeira Cruz, Santo Amaro, Barreirinhas e Humberto de Campos. O conferencista foi o consultor do Ministério da Educação, Genuíno Bordignon, que participa da organização da Conferência Nacional de Educação e fez uma palestra no primeiro dia. 

Em Rosário, o conferencista foi o economista maranhense Moacir Feitosa, presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação.

Participação da família

No município de Rosário, a Conferência reúne 267 participantes inscritos, de oito cidades da região: Axixá, Bacabeira, Cachoeira, Icatu, Morros, Presidente Juscelino, Rosário e Santa Rita. A gestora da Unidade Regional de Educação (URE) de Rosário, Lúcia Helena Cavalcanti, diz que a participação dos pais tem sido cada vez mais estimulada nas escolas. “O gestor já entendeu a necessidade de ter a família dentro da escola e há diversas atividades para trazer os pais dos alunos”, afirmou. Como exemplo, ela cita que em Rosário o calendário escolar deste ano já foi elaborado com reuniões de pais mensais e que a participação é crescente.

Mãe de uma aluna de 16 anos no município de Bacabeira, a professora Luciane Calvet é uma das inscritas na Conferência Maranhense de Educação (Comae), em Rosário. “Participo e acredito que deve ser ainda maior essa participação dos pais, pois quando os pais sabem o que tá acontecendo, é muito importante para a vida do aluno. É muito gratificante participar da vida da escola, estou feliz de estar aqui”, disse. Na Conferência, ela está inscrita no eixo temático nº 2, Educação e Diversidade, e afirmou que o grupo de trabalho tem outras mães participando ativamente. “Reformulamos alguns itens do documento de referência e estamos elaborando novas propostas que queremos que façam parte da conferência estadual”, explicou Luciane.

Conferência Nacional

Realizada pela primeira vez em 2010, a Conferência Nacional de Educação é um espaço democrático de construção de acordos para a organização da educação em todo o país e a consolidação do Plano Nacional de Educação (PNE). Na primeira edição, ficou determinada a realização de uma nova conferência a cada quatro anos, sempre depois de um amplo processo de discussão entre todos os setores da comunidade escolar.

Essa discussão começa pelas Conferências Intermunicipais, onde os inscritos se dividem em sete eixos temáticos para debater as propostas, a partir de um documento-referência elaborado pelo Fórum Nacional de Educação (FNE). Nas plenárias ao fim de cada conferência intermunicipal, são discutidas e votadas as sugestões dos grupos e eleitos os delegados de cada região para participar da Conferência Estadual, que no Maranhão será em agosto.

Em fevereiro de 2014, todos os estados e seus representantes se reunirão, em Brasília, para a realização da II Conae. “É um processo abrangente e democrático, concebido para ouvir todos os segmentos das redes públicas de ensino, pois só podemos mudar a educação com a participação de todos”, afirmou o secretário-adjunto de Gestão Institucional da Seduc, Fernando Silva, que coordena a realização das Conferências no Maranhão.


FonteASCOM/SEDUC.

, , ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo