Facebook

Gadgets

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Presidenta Nacional do IPHAN entra na luta pela revitalização e criação do Complexo Cultural Ferroviário de Rosário

Renato Viana Waquim     maio 06, 2013  3 Comentários



Investimento de R$ 8 milhões será financiado pelo Ministério do Turismo


Jurema de Sousa Machado
O ministro do Turismo, Gastão Vieira, recebeu a presidente nacional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Natural (IPHAN), a arquiteta Jurema de Sousa Machado. Na pauta a revitalização do complexo ferroviário de Rosário, porta de entrada dos Lençóis Maranhenses. A ideia é transformar o edifício num ponto de atendimento ao turista, com espaço para exposição dos achados arqueológicos e divulgação dos municípios vizinhos para potencializar o fluxo de visitação na região. Ano passado num comício na Praça Governador Benedito Leite (ao lado da Estação), o ministro prometeu a população rosariense a continuação e execução do projeto caso a atual prefeita Irlahi Linhares (PMDB) fosse eleita.

Além da recuperação do prédio, o projeto prevê obras nos arredores. “O investimento na estação ferroviária, as avenidas, galpões e as praças é algo que vai mudar a face daquela região. Do ponto de vista turístico é fundamental. O visitante irá ter acesso a um local com todo o conforto e será estimulado a conhecer mais atrativos”, explicou Vieira.

Para a representante do IPHAN, a revitalização de estações ferroviárias está na lista de prioridades. “Temos interesse especial em investir nesse patrimônio, que guarda estreita relação com a história do Brasil”, comentou Jurema de Sousa Machado. O complexo de Rosário, hoje abandonado e entregue ao IPHAN pela gestão municipal passada, foi construído com estruturas metálicas inglesas e telhas francesas.  

O projeto elaborado pelo IPHAN e Prefeitura de Rosário entregue no Ministério do Turismo continua sendo  analisado pela equipe técnica da pasta. O próximo passo é a análise jurídica do termo de cooperação técnica e, por último, a assinatura do repasse do recurso para o Ministério da Cultura.


A Estação Ferroviária de Rosário, da Estrada de Ferro São Luis – Teresina, localizada na cidade Rosário – MA, funcionou, em seus primeiros anos, como uma estação terminal. Inaugurada em 1915 (segundo a edição de 15/10/1915 da Revista Brazil Ferrocarril), ela foi construída para ser uma estação intermediária, mas funcionou, durante mais de 10 anos, como estação terminal, quer dizer, como ponto inicial de linha, enquanto se realizava as construções da própria estação da capital e da “Ponte Benedito Leite” sobre o “Canal dos Mosquitos”, que ligaria o continente à ilha de São Luis.

Construída em dois pavimentos, evidência a importância histórica de Rosário no traçado dos caminhos ferroviários, tendo sido a cidade recorrentemente apontada nas fontes oficiais como local específico para sediar a linha férrea, seja por sua localização geográfica entre o litoral e o sertão, seja por estar envolta em fortes interesses políticos, justificados por ser cidade natal de Benedito Leite, governador do Maranhão.




Um pouco mais sobre o projeto na explicação do ex-secretário municipal de Cultura Euvaldo de Jesus:

O Complexo Ferroviário em pauta está sob os efeitos legais de proteção decorrentes da Lei nº 11.483 de 31 de maio de 2007, na qual em seu artigo 9º determina ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN; a recepção e administração dos bens móveis e imóveis de valor artístico e cultural, incumbindo, inclusive, que esta autarquia zele pela sua guarda e manutenção desse acervo.

Hoje o Complexo Ferroviário de Rosário, assim como a grande maioria em todo trajeto vive as agruras do abandono. Porém o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e Prefeitura Municipal de Rosário desde o inicio de 2009 (ainda na gestão do ex-prefeito Marconi Bimba) estão juntos na busca de reverter esta situação.

A criação do Complexo Cultural de Rosário irá beneficiar toda região do baixo Itapecuru, baixo Munin e Lençóis Maranhenses como uma atração turística e cultural a mais em todo corredor.

Os grandes investimentos oriundos da implantação da refinaria Premium I irão afetar sobremaneira a vida e os costumes locais, por isso a criação de espaços destinados a manutenção da memória cultural da região se faz urgente e necessária.

Rosário é pólo de convergência de todas as cidades do entorno, portanto a ideia é que além de valorizar a cultura popular rosariense se faça um mosaico cultural, abrangendo toda a produção dos municípios vizinhos, valorizando a história de seu povo através da música, artesanato, literatura, produção visual, artes plásticas, teatro, cinema, além das novas tecnologias.

É nosso desejo ver este complexo ferroviário servindo a toda população e para isso apresentamos a nossa proposta ao IPHAN que a abraçou e, imediatamente contratou através de licitação a empresa mineira Grillo & Werneck para a elaboração do projeto de revitalização de todo complexo.

O projeto já está pronto o que falta agora é a captação dos recursos necessários para a sua execução. O projeto final é muito extenso, porém, para que se tenha ideia da amplitude fizemos uma compilação da proposta, sendo que aqui ela é mais visual do que técnica, mas, mesmo assim temos uma noção de buscarmos a realização deste sonho e inserir Rosário definitivamente no roteiro turístico cultural do Maranhão. 


Obras - O RN detallhou os principais destaques do projeto.

1 - Estação: servirá de sede do futuro Museu Artístico e Cultural de Rosário e abrigará a Secretaria Municipal de Cultura;
2 - Galpão da Praça do Coqueiro: sediará a Biblioteca Municipal (em dois andares);.
3 - O outro Galpão: Sediará um Cine-teatro/Auditório e um Centro de Exposição Cultural/Escolinha de Música;
4 - Criação de um calçamento em torno da Estrada de Ferro ligando os prédios com um monumento ao Bumba-meu-boi de Orquestra, uma fonte, iluminação especial, um espaço de lazer com equipamentos de ginástica ao ar livre e um mini-parque ambiental no "bacurizeiro".
Obs.: O destaque maior é a restauração da antiga Estação para de fato voltar a ser cartão postal da cidade e Região.

Confira imagens enviadas com exclusividade ao Rosário Notícias (algumas fotos foram extraídas do blog RN):

















































































, , , ,

3 comentários :

  1. Sem dúvida um belo projeto para fortalecer o turismo e a nossa cultura. Mas como é que uma administração que não consegue realizar um parto em nosso hospital, vai operar um complexo desse? É LAMENTÁVEL.

    ResponderExcluir
  2. Verdade Rodrigo. Com a palavra Allain.

    ResponderExcluir
  3. O projeto é maravilhoso e foi elaborado por quem entende, mas essa estória de restaurar é velha.

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Recent comments

Social

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo