Facebook

terça-feira, 7 de maio de 2013

Análise dos fatos: O estranho silêncio da UMES em relação as gestões do PMDB

Renato Viana Waquim     maio 07, 2013  Sem Comentários


A União Municipal dos Estudantes (UMES) de Rosário é uma entidade fundada em 2011 para representar os interesses da classe estudantil rosariense e, enquanto tal deve manifestar-se em prol dos estudantes. Mas, causa suspeita o atual “silêncio” da entidade em relação aos problemas atuais. A entidade serviu apenas como trampolim, um marketing eleitoral para um, dois ou mais personagens de uma nova geração da política rosariense que já começou ruim, inclusive foi praticamente abandonada após as eleições municipais de 2012 e suas bandeiras de lutas foram esquecidas.

As únicas ações da entidade, foram garantir a inclusão de aliados nos grêmios estudantis, declarar apoio a campanha de Irlahi, lançar candidatura ao parlamento municipal, conseguir empregos na Prefeitura Municipal de Rosário em 2013, trocar o PTB pelo PMDB como partido exclusivo dos membros e mandar alguns de seus representantes para um turístico encontro Nacional do PMDB em Brasília-DF no começo de 2013, quando vergonhosamente exaltaram o pmdbista Renan Calheiros – ícone da corrupção no Brasil e sucessor de José Sarney na presidência daquela casa.

O fato é que a UMES hoje não passa de um aparelho partidário da “base alugada” pmdbista. Sua criação foi apenas uma prova da falsidade e canalhice de seus líderes politiqueiros sobre alguns jovens que foram usados, pois a entidade não demostra autonomia representativa e nem interesse pelos que deveriam ser representados.  

A UMES é uma entidade de pelegos (em sua maioria) que não se movimenta em defesa dos estudantes, mas em defesa de um partido, o PMDB! Se em 2011 os pelegos da entidade se revoltaram em Rosário com a desculpa esfarrapada de “lutar” contra os problemas da administração do então prefeito Marconi Bimba (PRP), como não teve a audácia de fazer o mesmo agora com os problemas da administração da prefeita Irlahi Linhares (PMDB)? O mesmo silêncio é visto em relação os problemas da administração da governadora Roseana Sarney (PMDB) e para o Governo Federal (do qual o PMDB também faz parte). Sabem o motivo?  

Hoje, quando os estudantes são feitos de palhaço pelas gestões municipal e estadual do PMDB, a UMES silencia. A filosofia tem sido: Cabeças compradas não pensam além do que lhes é ordenado. Em relação à falta da merenda escola na rede municipal e a problemática do transporte escolar, não existe uma ÚNICA palavra da UMES. A voz solitária dos alunos, tem sido o vereador Jorge do Bingo (PTdoB) que não é bem visto pela UMES.

Mas, não tarda as eleições municipais se aproximarem e logo todos nós veremos uma UMES aguerrida e ciosa de seu dever em salvaguardar os direitos dos estudantes. Os estudantes filiados ao PMDB é claro.

, , , ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo