Facebook

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Com a greve da Polícia Civil do Maranhão a cidade de Rosário e região ficam sem Segurança Pública

Renato Viana Waquim     novembro 29, 2011  1 Comentários

Foto - Delegacia Regional de Rosário-MA (Arquivo AT/GM)

Por Renato Waquim


A Polícia Civil do Maranhão decidiu na noite desta segunda-feira (28), em assembleia, decretar uma greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (29). Será a quarta categoria de profissionais da segurança pública a parar no Estado. Em Rosário e toda sua região a adesão foi imediata e os policiais foram para capital onde juntamente com outros após a assembleia, seguiram em passeata, pelas ruas de São Luís, até a Assembleia Legislativa do Estado, onde policiais militares e bombeiros estão acampados.

O policiamento das ruas da capital do Estado e de poucas cidades polo do interior está sendo reforçado por tropas da Força Nacional de Segurança e por soldados do Exército. Já Rosário a cidade maranhense que mais sofre com o tráfico de drogas e os impactos da implantação da Refinaria Premium I, foi esquecida´pelo governo do estado do Maranhão, apesar da votação histórica dada a governadora Roseana Sarney na última eleição do ano passado, pois até agora não enviou tais tropas.

Na Delegacia Regional de Rosário (foto) que sedia a Polícia Civil do município e da região, o blog Rosário Notícias (RN) foi informado que alguns policiais civis vão manter as atividades somente para atender casos urgentes e flagrantes. Entretanto a cidade e região a partir desta Terça (29) estão oficialmente sem Segurança Pública.

As delegacias locais de Bacabeira, Santa Rita, Morros, Axixá, Cachoeira Grande, Santo Amaro, Humberto de Campos, Barreirinhas, Icatu e Primeira Cruz, na região que abrange parte do baixo Itapecuru, baixo Munim e Lençóis Maranhenses, também confirmaram participação na greve.


Entenda o caso

Os policiais civis reivindicam a abertura das negociações com o governo do Estado para um novo plano de cargos e salários para a categoria. De acordo com os policiais civis, em abril foi acordado com o governo a criação de uma comissão para discutir o assunto.

Os policiais civis estão solidários às reivindicações dos policiais militares e bombeiros, que pedem reajuste de 30%.

Metade dos delegados da Polícia Civil também estão trabalhando. Eles reivindicam do governo o envio de uma proposta de emenda constitucional para a Assembleia Legislativa reconhecendo o cargo como sendo carreira jurídica.

O governo do Estado disse que está em estudo uma proposta de plano de carreira e realinhamento salarial para todo o funcionalismo, entre eles os policias civis e militares e os bombeiros. A proposta reivindicada pelos delegados, segundo a assessoria de comunicação do governo, já foi enviada à Assembleia.

, ,

Um comentário :

  1. Isso foi um tapa na cara dos eleitores burros que votaram nessa Roseana Sarney, tenho vergonha que minha codade tenha decidido a eleição no primeiro turno em favor dessa desgovernadora com mais de 10 mil votos.

    Toma seus abestados!!!

    ResponderExcluir

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo