Facebook

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Jackson Lago luta contra um câncer de próstata

Renato Viana Waquim     dezembro 22, 2010  1 Comentários

Foto - Jackson Lago e Renato Waquim em Rosário-MA.




O ex-governador Jackson Lago (PDT) está desde o começo deste mês internado no hospital Albert Einstein na cidade de São Paulo.


Clodoaldo Corrêa (Colaboração)


O ex-governador Jackson Lago (PDT) está desde o começo deste mês internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, por conta de complicações em um câncer de próstata. Ele chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital na última sexta-feira (19), depois foi para a semi-UTI. Ontem, já apresentando quadro clínico bem melhor, o pedetista foi removido para um apartamento da casa de saúde. A mulher, Clay Lago, e os filhos de Jackson o acompanham na capital paulista.

Segundo uma fonte ligada ao ex-governador disse a reportagem, Jackson começou a entrar em depressão após o processo eleitoral deste ano (o pedetista foi candidato ao governo do estado e acabou ficando em terceiro lugar na eleição, com 569.412 votos). Ao final do pleito, Jackson teria começado a se alimentar mal, o que poderia ter complicado o problema do câncer. Segundo a fonte, não procede o rumor de que o ex-governador tenha contraído uma pneumonia. No período de pré-campanha, no mês de março, Jackson declarou que tinha câncer de próstata e que após a eleição voltaria para um tratamento de quimioterapia.

Já completamente lúcido, na manhã de ontem, Jackson se alimentou, tomou banho e conversou com os familiares. A previsão é que o ex-governador tenha alta até o final desta semana. Um boletim mais detalhado deve ser divulgado hoje.

Com o estado fragilizado de saúde de Jackson Lago, que apesar da melhora deve ficar em estado de observação e se afastar cada vez mais das atividades políticas, o PDT, que tem no ex-governador sua maior sustentação, tenta começar uma nova era. O partido está de recesso, e a partir de janeiro do ano que vem, deve retomar às reuniões e definir novas estratégias.

Novos rumos

Segundo o secretário-geral do Diretório Estadual do PDT, Cândido Lima, o próprio Jackson Lago, que sempre tomava as decisões, deixou nas mãos do partido os novos rumos da legenda e não indicou nenhum nome para comandar a “nova era” do PDT. Cândido admite que existem divergências dentro do partido, mas disse que a partir de agora, o PDT deve se reorganizar e a conciliação é o caminho para sobreviver politicamente. “Precisamos agora formar um grupo para tomar as decisões. Aglutinando todas as tendências. As decisões serão coletivas para chegarmos a um acordo. Para sobrevivermos após este processo eleitoral, temos que nos unir, ou ficaremos nanicos”, disse.

Sobre as lideranças que estarão à frente da legenda, o secretário-geral prefere não citar nomes, apenas a inserção dos mais novos. “É fato que as novas lideranças do partido terão uma participação muito mais ativa. As velhas lideranças continuarão tendo vez, mas os deputados estaduais eleitos e os vereadores do partido ganham força”, afirmou.
Foram eleitos para a Assembleia Legistativa pelo PDT: Valéria Macedo, Camilo Figueiredo, Carlinhos Amorim e Graça Paz. Os vereadores em São Luís do partido são Ivaldo Rodrigues e Barbosa Lages.

Cândido também disse que a participação dos deputados do partido na Assembleia será mais afinada com os ideais do partido. “As decisões dos nossos deputados devem ter maior participação do partido. É claro que tem medidas do interesse geral e o parlamentar pode agir a seu modo, mas questões mais políticas a nossa bancada vai decidir de acordo com nossos interesses. As decisões vão ser tomadas no partido. Este é um entendimento já afirmado”, enfatizou.

, ,

Um comentário :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo