Facebook

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

AL discute instalação em Rosário de um dos Centros de Tratamento de Resíduos mais moderno do País

Renato Viana Waquim     dezembro 16, 2010  Sem Comentários

Glaucio Ericeira 
Agência Assembleia


 A Assembleia Legislativa, através da Comissão de Meio Ambiente, Minas e Energia, promoveu, nesta terça-feira (14), um amplo debate sobre a implantação, no município de Rosário, de um Centro de Tratamento de Resíduos Domésticos, Industriais e de Saúde.

A audiência pública, proposta pela deputada Eliziane Gama (PPS), reuniu representantes de vários segmentos envolvidos com o tema e serviu, principalmente, para que cada um deles expusesse seus posicionamentos sobre o assunto que, desde o mês passado, vem gerando certa polêmica.

O Centro de Tratamento de Resíduos, de acordo com a proposta formulada por uma empresa à Prefeitura de Rosário, funcionará em um terreno privado, localizado no povoado Buenos Aires, próximo a área da Refinaria Premium.

O prefeito Marcone Bimba (PRP) explicou que o empreendimento trata-se, na verdade, de uma necessidade da região e, ao contrário do que vem sendo divulgado em alguns veículos de comunicação, não funcionará como um lixão. “Esta história de que o poder público quer transformar Rosário em um grande lixão é pura falta de informação. A empresa interessada e dona da área já garantiu, em expediente enviado à Prefeitura Municipal, que o empreendimento, caso seja instalado, atenderá somente as cidades localizadas próximas à Refinaria. Isso retira São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. Outro ponto importante é que a autorização para a instalação do Centro será dada pelo governo do Estado, com a chancela do governo federal”, disse.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Washington Rio Branco, e o promotor do Meio Ambiente, Fernando Barreto, defenderam o aprofundamento das discussões. “A implantação da Refinaria causará sérios impactos e, desde já, temos que encontrar soluções para o lixo que será gerado. O Centro pode ser uma opção. Porém, vai depender do Estudo de Impacto Ambiental, do referido empreendimento, que está sendo analisado”, afirmou Rio Branco.

“De fato, o que está sendo proposto não é a criação de um lixão. É, na verdade, um empreendimento que terá a missão de tratar a grande quantidade de resíduos que será gerada com o início da operação da refinaria. A audiência pública realizada na Assembleia, assim como as próximas que serão promovidas pelo governo do Estado e Ministério Público, são fundamentais, porque darão ao povo a oportunidade de conhecer mais o projeto e opinar melhor sobre ele”, completou Barreto.

Também participaram da audiência os deputados José Lima (PV) e Helena Heluy (PT); além do superintendente regional do Ibama/Ma, Alberto Chaves.

, ,

0 comentários :

Blog de Notícias de Rosário e Região


Os comentários não representam a opinião deste blog, a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

Compartilhar

Recent Comments

Apagar

Últimas postagens

Deixe o seu recado

Advertise Here

Photography

Destaques

Gallery

RN no Facebook

About Us

Tempo